Politica

"A imigração islâmica é um perigo para Portugal", afirma André Ventura

Declarações do deputado único do Chega geraram protestos à esquerda.

André Ventura afirmou, esta quinta-feira, no Parlamento, que “a imigração islâmica é um perigo para Portugal” e defendeu que o país deve fazer uma reflexão sobre a “imigração” que quer.

As declarações do deputado único do Chega foram feitas num debate sobre a situação dos imigrantes que trabalham nas explorações agrícolas na zona de Odemira.

“Precisamos ou não de imigração? Precisamos, mas devemos ser capazes de fazer uma reflexão sobre a imigração que queremos”, começou por dizer Ventura.

“Muitos dos crimes sexuais aumentaram em países como a Suécia ou a Alemanha, fruto da imigração de origem islâmica que tiveram nos seus territórios”, acrescentou. “A imigração islâmica é um perigo para Portugal, é um perigo sobre as nossas mulheres e sobre as nossas cidades”, rematou.

As bancadas à esquerda fizeram-se ouvir e protestaram contra as declarações do presidente do Chega. “Mentiroso”, “fascista”, gritaram.