Politica

António Oliveira sugeriu ao PSD aliança com Tino de Rans antes de desistir de Gaia

A tentativa de aproximação entre Vitorino Silva e António Oliveira dever-se-á à popularidade do ex-candidato à Presidência da República, natural de Rans, concelho de Penafiel, de onde o ex-selecionador é natural.


O ex-selecionador nacional de futebol António Oliveira terá sugerido ao PSD uma aliança com Tino de Rans, do RIR, antes de desistir da candidatura a Vila Nova de Gaia a 18 de junho.

Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans, chegou a reunir-se com o presidente da Distrital do PSD do Porto, na sequência da sugestão de António Oliveira, então candidato apoiado pelos sociais-democratas à câmara de Gaia, confirmaram fontes ligadas ao partido liderado por Rui Rio.

Segundo o cabeça de lista pela coligação PSD/CDS-PP/PPM à União de Freguesias Gulpilhares e Valadares, Pedro Guilherme-Moreira, o episódio foi relatado na reunião de emergência que aconteceu na manhã após a desistência de Oliveira.

"Soubemos no sábado [19 de junho], numa reunião de emergência com os candidatos às Juntas de Freguesia, que António Oliveira tinha proposto a aliança com o RIR [Reagir, Incluir e Reciclar] e a colocação do Tino [de Rans] em posição elegível para vereador. Se essa sugestão foi aceite ou se gerou o desfecho a que assistimos, não sei, mas ele [António Oliveira] ter proposto a aliança é sintomático", afirmou, citado pela agência Lusa. Outra fonte social-democrata confirmou a mesma informação.

A tentativa de aproximação entre Vitorino Silva e António Oliveira dever-se-á à popularidade do ex-candidato à Presidência da República, natural de Rans, concelho de Penafiel, de onde o ex-selecionador é natural.