Politica

Reunião no Infarmed na próxima quinta-feira para decidir futuro alívio de restrições

Governo vai ouvir especialistas depois do Conselho de Ministros. Reabertura de bares e discotecas, mediante apresentação de certificado covid, é uma das medidas previstas para quando o país atingir 85% de vacinação completa.


O Governo agendou já para esta quinta-feira a reunião do Infarmed em que será avaliada a situação epidemiológica da covid-19 e o alívio de restrições para quando o país atingir 85% de vacinação completa. O gabinete da ministra de Estado e da Presidência Mariana Vieira da Silva, que na semana passada anunciou que iria realizar-se uma nova reunião do Infarmed para avaliar a nova fase da pandemia, confirmou ao i que a reunião está agendada para depois do Conselho de Ministros, começando pelas 15h.

Na semana passada, a ministra tinha apontado para alterações nas medidas em vigor no final do mês e o gabinete de Mariana Vieira da Silva adianta que não há qualquer antecipação para já na janela temporal para revisão de medidas contra a covid-19, apontada para quando o país atingir a meta de 85% da população com vacinação completa.

No final do Conselho de Ministros da semana passada, Mariana Vieira da Silva afastou um levantamento total das restrições. "Já temos neste momento mais de 85% da população com uma dose da vacina e, conhecendo os calendários entre vacinas, é fácil perceber que no final deste mês se atingirá essa meta dos 85% da população vacinada [com duas doses]. A intenção do Governo é que se realize uma nova reunião do Infarmed para debater este novo patamar e as medidas que se devem aprovar neste momento, sendo claro que viveremos com medidas obrigatórias e com recomendações da DGS relativamente a algumas matérias e esse é um enquadramento com que viveremos a partir de outubro", disse Mariana Vieira da Silva. 

Com a reunião acontecer depois do Conselho de Ministros desta semana, só na próxima o Governo deverá apresentar a continuidade do plano de desconfinamento.

No plano apresentado em julho, está previsto que, ao chegar aos 85% da vacinação completa, restaurantes, cafés e pastelarias deixem de ter limites de lotação, seja no interior ou nas esplanadas, acabando também as limitações e lotação nos restantes equipamentos e espectáculos culturais. Também casamentos e baptizados deixam de ter limites de convidados. A principal mudança prende-se o entanto com a reabertura de bares e discotecas, fechados desde março do ano passado, que está previsto acontecer "mediante apresentação de Certificado Digital COVID da UE ou de um teste com resultado negativo".