Politica

Congressos. Nuno Melo não quer que CDS-PP vá "partilhar o palco" com Chega

Nuno Melo acusou a direção de Francisco Rodrigues dos Santos de falta de "noção" e de insistir no "absurdo", defendendo que o congresso do partido deveria ser "um exclusivo".


O candidato à presidência do CDS-PP Nuno Melo criticou hoje a realização dos congressos do partido e do Chega na mesma data. Numa intervenção no Conselho Nacional do partido, que está a decorrer à porta fechada e virtualmente, o eurodeputado centrista criticou que o CDS vá "partilhar o palco" com o Chega no fim de semana previsto para a realização do congresso, contaram à agência Lusa conselheiros que estão a acompanhar a reunião.

Nuno Melo acusou a direção de Francisco Rodrigues dos Santos de falta de "noção" e de insistir no "absurdo", defendendo que o congresso do partido deveria ser "um exclusivo". Importa referir que o congresso do Chega terá lugar no fim de semana de 27 e 28 de novembro, a mesma data proposta pela direção do CDS-PP para a realização do congresso dos centristas.

Segundo as mesmas fontes, em declarações à Lusa, Nuno Melo criticou por várias vezes a divisão do "espaço mediático" com o partido presidido por André Ventura. Não concordando com os prazos em que está a decorrer o processo de marcação do próximo congresso, o eurodeputado ironizou que não se trata de uma eleição para uma associação de estudantes.