Economia

Altice quer levar 5G a todos os distritos e ilhas

Operadora lançou os serviços de 5G no início de janeiro e garante que o 5G da MEO está disponível em todas as capitais de distrito, chegando a cerca de metade da população no território nacional.

Altice quer levar 5G a todos os distritos e ilhas

DR  


A Altice Portugal não tem dúvidas: «2022 ficará na história das comunicações como o ano do lançamento comercial da rede 5G em Portugal». E, para a empresa, o 5G do MEO é mais um motivo para promover um país a uma só velocidade e a tecnologia como ativo ao serviço de todos os portugueses.

O 5G do MEO está disponível, desde o primeiro dia de janeiro, em todas as capitais de distrito, estando a decorrer um período de experimentação gratuita até 31 de março. Segundo os dados da operadora, atualmente cerca de metade da população no território nacional já tem acesso ao 5G da Altice e todos os tarifários MEO são compatíveis com a nova tecnologia.

«A Altice Portugal acredita que a tecnologia é um facilitador da coesão social e territorial pelo que o investimento na robustez e expansão das suas redes tem sido contínuo e constante», diz a empresa que acrescenta que dos três mil milhões de euros investidos, um terço foi dedicado a dotar o país de infraestruturas fixas e móveis, que hoje dão acesso a comunicações de alto débito.  

No total, são seis milhões de casas e de empresas com fibra ótica da Altice Portugal e uma rede móvel 4G com cobertura praticamente integral da população (99,7%).

Já as Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores têm sido também uma prioridade na defesa da igualdade de acesso e da proximidade ao território, garante a empresa.

O investimento na Madeira

A Madeira atingiu, no final de 2021, os 97% de cobertura de fibra ótica. E a rede móvel assegura uma cobertura de cerca de 99,5% em 4G tanto na Ilha da Madeira como na Ilha do Porto Santo. Hoje cerca de metade da população do Funchal já pode ter acesso ao serviço 5G do MEO.

A Altice Portugal acredita que a tecnologia é um facilitador da coesão social e territorial, pelo que o investimento na robustez e expansão das suas redes tem sido contínuo e constante. Os investimentos em infraestruturas de comunicações na Região Autónoma atingirão em 2022 cerca de 40 milhões de euros.

Recorde-se que a Altice Portugal e a Madeira estão ligadas por 25 anos de inovação tecnológica, através da chegada da rede móvel ao arquipélago, sendo que a transição para a quinta geração de comunicações móveis continua a posicionar a Região Autónoma como uma referência tecnológica em Portugal.

Este compromisso com a Madeira foi materializado, no final do ano passado, em vários momentos liderados pelo presidente Executivo da empresa  – nas áreas da inovação, infraestruturas, saúde e responsabilidade social – que contaram com a presença do presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque. Com a assinatura de cinco protocolos foi garantida a continuidade da expansão da rede de fibra ótica e na rede móvel, posicionando a Altice Portugal como o maior investidor em tecnologia e comunicações ao serviço dos Madeirenses.

A Madeira já tem índices de cobertura dos mais elevados a nível nacional, sendo que, durante este ano, a cobertura de fibra ótica será praticamente integral. Também a rede móvel tem sido objeto de investimentos por parte da Altice, o que garante uma cobertura praticamente completa na rede 4G na Região Autónoma da Madeira, que será reforçada com as 12 novas estações no Funchal, Santa Cruz, Ribeira Brava e Câmara de Lobos, em 2022.

Refira-se que, no setor da Saúde, a Altice Portugal está também empenhada em partilhar o seu know how com a comunidade médica e os madeirenses. O Memorando de Entendimento, já assinado com a Secretaria Regional da Saúde, prevê a realização de um diagnóstico de necessidades e sinergias nas áreas da telemedicina, simplificação processual e administrativa e digitalização.

Também o centro de inovação dos Laboratórios Altice, no âmbito do projeto Brava Valley, na Ribeira Brava, é uma demonstração de que a Empresa quer que a Região possua o que de melhor tem este grupo nas áreas da investigação e inovação.

«Acreditamos que o 5G é uma ferramenta para garantir a universalidade de acesso das comunicações a todos os portugueses. Por isso o 5G MEO está disponível, desde a primeira hora do ano, em todas as capitais de distrito, dando início a uma nova era tecnológica. De norte a sul, no litoral e no interior e nas Ilhas da Madeira e dos Açores. Para a Altice Portugal todos contam. Por um Portugal mais competitivo, mais digital e mais inclusivo», diz Alexandre Fonseca.

O investimento nos Açores

Nos Açores, a rede de fibra ótica irá alcançar, este ano, um valor superior a 97% de cobertura da população e a rede móvel 4G situa-se nos 97,33% estando previstas 20 novas estações móveis. Ponta Delgada tem acesso ao 5G desde 1 de janeiro, sendo que a nova rede móvel vai estar disponível em todas as ilhas do arquipélago até ao final deste ano.

A cidade de Ponta Delgada, que concentra mais de um quarto dos 243 mil habitantes de todo o arquipélago dos Açores, já tem então acesso ao 5G que vai estar disponível em todas as ilhas da Região Autónoma até ao final deste ano.

E, durante o primeiro semestre deste anos, está a decorrer a modernização das redes MEO na Região Autónoma com o objetivo de reforçar a cobertura e qualidade dos serviços prestados aos açorianos. 

«A Altice Portugal é o operador que, historicamente, mais tem investido nos Açores, num compromisso claro com a Região nas áreas da inovação, infraestruturas e responsabilidade social», diz a empresa, destacando os projetos: Na vertente da inovação aberta de referir o polo da Altice Labs, na Ilha Terceira, inserido na iniciativa Terceira Tech Island promovida pelo Governo Regional dos Açores. Além disso, a empresa mantém também uma forte ligação com o Nonagon – Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel – através de ações de mentoria a diversas start-ups - e é parceira estratégica do Azores Innovation Digital Hub, que tem como objetivo fomentar a transformação digital nos vários setores económicos da Região.

Agora, a adoção gradual da rede móvel 5G vai fazer a diferença na dinamização da economia, das indústrias e do tecido empresarial dos Açores, também com produtos e serviços Altice Empresas que contribuem para que os seus clientes se tornem mais digitais e competitivos. A melhoria da prestação de cuidados de saúde, a formação e a educação são outras áreas onde o 5G terá grande impacto, bem como nas comunicações com o continente e o resto do mundo.

«Estas infraestruturas são fundamentais para a adoção gradual do 5G e para tirar partido das novas oportunidades na dinamização da economia, das indústrias, dos serviços públicos, mas também na melhoria da prestação de cuidados de saúde e na educação. A operadora congratula-se por protagonizar esta nova e disruptiva era da tecnologia móvel cujo potencial é especialmente relevante para o desenvolvimento do tecido empresarial, nomeadamente para a indústria», garante a operadora que diz que a Altice Empresas está já a trabalhar com um cliente numa solução de fábrica, suportada pela rede 5G, que permite aumentar a eficiência fabril. 

E defende que «esta solução vem garantir uma tomada de decisão mais fácil, dando a conhecer a performance do processo produtivo, ajudando a simular novos cenários de produção com uma réplica 3D do chão de fábrica e facilitando o treino virtual dos colaboradores».

Para a empresa liderada por Alexandre Fonseca, «sendo o 5G uma rede mais robusta, vai permitir que toda a informação recolhida seja transmitida, processada e integrada em tempo real num gémeo digital, dotando a fábrica de uma operação verdadeiramente inteligente».

Para uma experiência indoor em ambiente de grandes eventos desportivos ou culturais, refira-se, a título de exemplo, a cobertura 5G MEO do Estádio do Dragão, da Cidade do Futebol, da maior sala de espetáculos do país, a Altice Arena e do Autódromo Internacional do Algarve.

«Acreditamos que o 5G é uma ferramenta para garantir a universalidade de acesso das comunicações a todos os portugueses. Por isso o 5G MEO está disponível, desde a primeira hora do ano, em todas as capitais de distrito dando início a uma nova era tecnológica. De norte a sul, no litoral e no interior e nas Ilhas da Madeira e dos Açores. Para a Altice Portugal todos contam. Por um Portugal mais competitivo, mais digital e mais inclusivo», afirma Alexandre Fonseca, presidente executivo da empresa. 

Estima-se que, nos próximos cinco anos, o número de subscrições 5G atinja os 4,4 mil milhões em todo o mundo (metade de todas as subscrições móveis). Estes dados do Ericsson Mobility Report «refletem a importância desta nova tecnologia móvel e a forma como irá alterar o cenário nacional e mundial das telecomunicações».

Os comentários estão desactivados.