Politica

"Temos uma completa solidariedade com a Ucrânia", garante António Costa em Haia

"Nós viemos de toda a Europa para transmitir uma mensagem clara de unidade", asseverou o primeiro-ministro.

 


Depois de ter esclarecido, em entrevista ao Financial Times, que a União Europeia deve concentrar-se em dar apoio imediato à Ucrânia em vez de se dividir em “longos debates” sobre a adesão do país ao bloco dos 27, Costa reforçou a mensagem na Holanda.

Em conferência de imprensa, no âmbito da realização de uma reunião da NATO, em Haia, o dirigente elucidou: “temos uma completa solidariedade com a Ucrânia e apelamos à Rússia que pare com esta guerra de agressão e respeite a independência, a soberania e o território ucranianos”.

"Nós viemos de toda a Europa para transmitir uma mensagem clara de unidade. Estamos empenhados em construir uma aliança transatlântica mais forte", asseverou. "Aguardamos com expectativa a próxima semana em Madrid para reforçar a capacidade da NATO e os seus recursos", afirmou, referindo-se à Cimeira que terá lugar na capital espanhola entre os dias 28 e 30 de junho. 

Os comentários estão desactivados.