Politica

António Costa diz que não foi 'apanhado' de surpresa com a demissão de Liz Truss

A líder do Partido Conservador britânico saí do cargo de primeira-ministra ao fim de 45 dias de ser eleita, sucedendo a Boris Johnson, que anunciou a sua saída em julho.


O primeiro-ministro, António Costa, disse, esta quinta-feira, que não ficou surpreendido com a demissão da homóloga britânica, Liz Truss.

“Não fico propriamente surpreendido”, afirmou Costa, depois de ser interrogado sobre a renúncia de Truss, à entrada da reunião do Conselho Europeu, em Bruxelas.

"Dada a situação, reconheço que não posso cumprir o meu mandato", declarou Liz Truss, ao início desta tarde, numa rápida intervenção, onde anunciou que já comunicou ao Rei Carlos III a sua saída, garantindo ainda a permanência no cargo até ao sucessor. 

A líder do Partido Conservador saí do cargo ao fim de 45 dias de ser eleita, sucedendo a Boris Johnson, que anunciou a sua saída em julho.

Os comentários estão desactivados.