Politica

Paulo Raimundo é o camarada que se segue a Jerónimo na liderança do PCP

Saída de Jerónimo só seria anunciada no próximo fim de semana, mas notícia do Nascer do Sol antecipou a comunicação.


Jerónimo de Sousa, como o Nascer do Sol avançou na sua edição de hoje, vai deixar a liderança do partido, depois de uma reflexão "sobre a sua situação de saúde".

A saída de Jerónimo de Sousa, após quase 18 anos no cargo, seria comunicada no próximo fim de semana na reunião do comité central do partido, mas a notícia do Nascer do Sol acabou por antecipar o anúncio do PCP.

Assim, a direção comunista além de confirmar que o atual líder vai deixar o cargo, ainda adiantou que já há um nome para o substituir e eu a proposta será feita no dia 12 de novembro.

"Jerónimo de Sousa, Secretário-Geral do PCP, no prosseguimento de uma avaliação própria, refletindo sobre a sua situação de saúde e as exigências correspondentes às responsabilidades que assume, colocou a questão da sua substituição nas funções que desempenha, mantendo-se como membro do Comité Central do PCP”, lê-se no comunicado do partido.

"No seguimento da questão colocada, que se compreende face à situação concreta, e concluída a devida auscultação, o Comité Central do PCP terá uma reunião no próximo sábado, 12 de novembro, após o primeiro dia dos trabalhos da Conferência Nacional 'Tomar a iniciativa, reforçar o Partido, responder às novas exigências', em que será feita a proposta da eleição de Paulo Raimundo para Secretário-Geral do PCP", informa ainda o partido.

O PCP faz questão de sublinhar sobre Jerónimo de Sousa, “a grande dedicação e empenho com que assumiu estas elevadas responsabilidades, por um longo período, exemplo de compromisso com o ideal e projecto do PCP, ao serviço dos trabalhadores, do povo e do país, da paz, da amizade e solidariedade entre os povos, bem como a disposição de prosseguir a sua acção militante”.

O camarada que se segue a Jerónimo de Sousa será então Paulo Raimundo, que aderiu primeiro à Juventude Comunista em 1991 e depois, em 1994, ao PCP. Membro do Comité Central desde 1996 , tendo sido eleito quatro anos para a Comissão Política.

Os comentários estão desactivados.