Politica

PS sem líder parlamentar

O PS não ficou apenas sem secretário-geral, com a demissão de Seguro. Também o líder parlamentar, Alberto Martins, decidiu sair. "Não estou disponível para continuar, por razões pessoais e políticas". O chefe da bancada do PS, como o SOL tinha escrito na sua edição semanal, dificilmente ficaria no lugar, depois de ter provocado a revolta dos deputados apoiantes de António Costa, com a apresentação de um projecto de redução de deputados ao lado de Seguro.

Alberto Martins recusou-se a falar do futuro, e de uma possível candidatura da ala segurista, contra Costa, no congresso, com o objectivo de assegurar uma quota nos órgãos do partido. "Este não é o momento para discutir esse assunto", argumentou.

manuel.a.magalhaes@sol.pt