Politica

Verdes e PAN dizem que é cedo para tomar posição sobre OE

"Ainda não temos nenhum texto, nem que seja provisório, não nos chegou nada à mão de uma proposta de OE", disse Heloísa Apolónia

Os Verdes e o PAN foram os últimos partidos a serem recebidos, esta terça-feira, pelo primeiro-ministro.

À saída do encontro, os Verdes referiram que era “muito prematuro” tomarem uma posição sobre o Orçamento do Estado para 2017, uma vez que ainda não conhecem o documento. “Ainda não temos nenhum texto, nem que seja provisório, não nos chegou nada à mão de uma proposta de OE, não conhecemos o texto, estamos a procurar dar contributos para esse texto”, afirmou Heloísa Apolónia.

A deputada acrescentou ainda que o partido apresentou várias medidas que gostaria de ver contempladas no próximo Orçamento, entre as quais um “pacote muito direcionado para as micro, pequenas e médias empresas” e propostas ambientes.

Também o PAN diz que é “precoce” avançar com uma posição relativamente ao OE, mas considera que seria “muito bom sinal” o voto favorável do único deputado do partido.

“O PAN gostaria, quer este ano ou em anos futuros, de ter condições de votar favoravelmente um OE do Governo”, adiantou André Silva, acrescentando que o seu voto irá depender das negociações com o Executivo e por “aquilo que pode ser o acolhimento das propostas do PAN”.

O deputado revelou ainda que já esteve reunido com o Governo e que na quinta-feira terá um encontro com o secretário de Estado da Agricultura, onde irá apresentar várias medidas relativas à agricultura biológica.