Desporto

Griezmann: "Há dois extraterrestres impossíveis de destronar”

Antoine Griezmann tem consciência da "época fantástica" que fez, mas admite que há dois jogadores que estão um patamar acima


A Bola de Ouro é o assunto quente e está nos planos do jogador francês. Mas, por enquanto, assume que para obter o troféu precisa de ganhar títulos e não perder nas finais, como tem acontecido até agora.

Ao jornal L' Équipe, a dois dias de representar a seleção francesa diante da seleção sueca, Girezmann confessa que lhe fez muito bem "ganhar o troféu de melhor jogador da Liga" e que a Bola de Ouro espera ganhar "um dia".

Apesar da "temporada fantástica" que o jogador francês tem noção que fez, sabe que "há dois extraterrestres impossíveis de destronar”. Ronaldo e Messi são os nomes dos et's que Griezmann fala.

O jogador francês admitiu também que a derrota frente à seleção portuguesa, na final de Paris, "nunca será possível de digerir". A par da final europeia também a final na Liga dos Campeões é outro peso que carrega aos ombros, onde jogou pelo Atlético de Madrid que voltou a cair perante o Real Madrid, de Cristiano Ronaldo. 

Apesar da derrota diz que o que sentiu em ambas as finais "é inesquecível" e, daqui para frente, o importante é "ganhar títulos para esquecer tudo o resto".

 

Os comentários estão desactivados.