Politica

Passos Coelho pede demissão de António Costa

PSD vai apoiar moção de censura do CDS

O antigo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho arrasou a atuação do governo em relação aos incêndios, que este ano já fizeram mais de 100 vítimas mortais. "Governo não merece segunda oportunidade", afirmou.

“Eu sinto vergonha pelo que se passou no país”, acrescentou, dando a entender que considera que António Costa de deveria demitir.

"Eu acho que o primeiro-ministro não tem condições para inspirar confiança ao país de que seja capaz de fazer o contrário do que fez até hoje. Esse é o meu sentimento, cabe ao primeiro-ministro avaliar se tem condições ou não", afirmou.

O ainda líder do PSD adiantou ainda que o partido vai apoiar a moção de censura que será apresentada pelo CDS.

Aliás, a opinião de Passos Coelho sobre a demissão de Costa foi proferida à margem de uma reunião extraordinária do grupo parlamentar social-democrata, para discutir a moção de censura anunciada terça-feira por Assunção Cristas.

De sublinhar que a ministra da Administração Interna apresentou uma carta de demissão ao primeiro-ministro, pedido que António Costa aceitou. 

Esta terá sido a segunda vez que Constança Urbano de Sousa manifestou vontade de abandonar o cargo, logo após a tragédia de Pedrógão Grande, a governante tinha comunicado a sua intenção ao primeiro-ministro que lhe pediu que continuasse em funções.