Politica

PS não deixa passar propostas sobre legislação laboral

As propostas sobre a contratação coletiva o princípio do tratamento mais favorável levaram chumbo do PS, sobre o fim do banco de horas, os socialistas abstiveram-se

O Partido Socialista votou contra ou absteve-se em todas as propostas apresentadas esta quarta-feira no debate sobre a alteração da legislação laboral, proposto pelo PCP.

A única proposta que desceu à especialidade sem votação foi a proposta do Bloco de Esquerda sobre o fim do regime de banco de horas individual e da adaptabilidade individual. Foi sobre este tema que o PS refugiou-se na abstenção.

Tiago Barbosa Ribeiro, deputado socialista e coordenador da bancada parlamentar na comissão de Trabalho e Segurança Social, fez uma declaração de voto oral, onde afirmou que as abstenções às propostas sobre o fim do banco de horas apenas se prendem com o momento da proposta e não com o seu conteúdo. O deputado lembrou que a 23 de março irá haver uma reunião com a concertação social.