Politica

Costa "intrigado" com números de precários

Jerónimo de Sousa levou ao debate o problema da integração dos trabalhadores precários na função pública

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, levou ao debate o problema da integração dos trabalhadores precários na função pública e questionou o primeiro-ministro sobre o calendário para resolver o problema, em que alguns casos se arrastam há vinte anos.

O chefe de governo introduziu uma novidade no debate sobre os precários e assumiu que existe um problema, que o "tem intrigado" e que resulta da discrepância entre o "número de pessoas abrangidas no Programa de Regularização de Vínculos Precários na Administração Pública (PREVPAP) e o número que os dirigentes consideraram estar abrangidas". 

Para António Costa essa "discrepância" tem de ser esclarecida.