Sociedade

“Violador da net” condenado por ameaçar o ex-marido da companheira

O homem conheceu a companheira nas redes sociais em dezembro de 2016, data em que ameaçou o ex-marido dela de morte

Conhecido como “violador da net” – por ter violado duas mulheres que conheceu através das redes sociais –, Rogério Pebre foi agora condenado a quatro anos de prisão efetiva por ter ameaçado de morte o ex-marido da sua atual companheira.

As ameaças foram feitas por mensagens enviadas a partir da prisão, onde Pebre cumpre uma pena de nove anos por violação e tráfico de armas. As intimidações foram feitas na mesma altura em que o “violador da net” alegadamente seduziu, também através das redes sociais, a atual companheira e com quem quer agora casar.

Na acusação deduzida em março, o Ministério Público afirma que "o arguido apresenta um diagnóstico de perturbação da personalidade, de tipo antissocial, com dificuldade em cumprir regras e respeitar os outros, agindo com impulsividade e agressividade, sem pensar nas consequências, com risco moderado de violência".

Rogério Pebre foi condenado por tráfico de armas em 2006, tendo voltado a ser condenado quatro anos depois por violação de duas mulheres que conheceu nas redes sociais. Já na prisão, onde ainda está a cumprir os nove anos de pena, Pebre foi julgado e condenado a mais cinco anos por abusos sexuais à filha de nove anos.