Internacional

Jovem indiana vítima de violação incendiada por agressor a caminho do tribunal

Um grupo de cinco homens terá atacado a vítima, que ia testemunhar contra o homem que a violou.

Um grupo de homens pegou fogo a uma jovem de 23 anos, na manhã desta quinta-feira, na Índia. A vítima preparava-se para apanhar o comboio com destino a Unnao, onde ia testemunhar contra o homem acusado de a ter violado.

A violação terá acontecido em dezembro de 2018, mas a vítima apenas apresentou queixa do homem em março deste ano, alegando que o violador também a terá raptado.

Segundo a vítima, o grupo era constituído por cinco homens, e todos foram detidos. Entre os agressores estava o violador da jovem de 23 anos. A jovem estará, segundo relatos de um médico do Hospital de Lucknow, para onde a vítima foi transportada, em estado crítico.

Os cidadãos indianos têm vindo a apelar ao aceleramento nos processos de julgamento e por penas mais duras. Nos últimos dias milhares de habitantes se têm manifestado contra a violação e assassinato de uma veterinária de 27 anos em Hyderabad.

Depois de ter sido preso, o alegado agressor da mulher de 27 anos terá garantido o pagamento de uma fiança e foi libertado.