Politica

"É altura de pegar o touro pelos cornos", dizem associações tauromáquicas a Graça Fronseca

Associações pedem reunião com ministra da Cultur, que já assumiu que não gosta de touradas. “A tauromaquia não é uma questão de gosto, é uma questão de civilização”, afirmou.

 

Três associações ligadas à tauromaquia querem reunir-se com Graça Fonseca de forma a poderem partilhar e discutir pessoalmente algumas “medidas de apoio” ao setor. Na missiva, as associações que representam cerca de 1800 “artistas e profissionais da tauromaquia” consideram que as medidas devem ser tomadas urgentemente.

A Associação Nacional de Toureiros, a Associação Portuguesa de Empresários Tauromáquicos e a Associação Nacional de Grupos Forcados salientam que são uma das “poucas áreas culturais que não têm programas de apoio”, mas que, por outro lado, fomentam o turismo e o impacto “direto e indireto” na economia está na ordem dos “muitos milhões de euros, criando emprego e riqueza, muitas vezes em regiões deprimidas do interior”.

As associações ligadas à tauromaquia consideram que “é altura de pegar o touro pelos cornos”, não deixando de “forma nenhuma” que o cancelamento das atividades culturais seja uma “tragédia para Portugal”. A ministra da Cultura já assumiu que não gosta de touradas. “A tauromaquia não é uma questão de gosto, é uma questão de civilização”, afirmou Graça Fonseca.