Politica

Rui Rio volta a falar de acordo entre PSD e Chega nos Açores: "Sobre o avanço do fascismo nos Açores, que temos hoje?"

Líder do PSD reagiu ao assunto no Twitter e deputado do Bloco de Esquerda respondeu

Rui Rio falou esta quarta-feira, no Twitter, do acordo do PSD com o Chega nos Açores, que tem sido alvo de críticas e alguma discórdia ultimamente.

“Sobre o avanço do fascismo nos Açores, que temos hoje? Alguma novidade em especial?", escreveu o presidente Partido Social Democrata na rede social. De seguida, pode ler-se também a resposta do deputado do Bloco de Esquerda Luís Monteiro, que se dirige a Rio dizendo: “Tenha vergonha na cara. Deram a mão aos fascistas e já reproduzem o discurso da extrema-direita. Normalizam o absurdo e fazem de conta que não é grave. É matéria de piadola, para o PSD. Só acha piada quem não sofre as suas consequências”.

André Ventura também se pronunciou sobre o acordo entre os dois partidos nos Açores, perguntando na sua conta do Twitter se “hoje não há mais nada sobre o crescimento do terrível monstro do fascismo nos Açores? Ou sobre como a direita portuguesa não cessa de cruzar linhas vermelhas?".

Recorde-se que apesar de os socialistas terem sido os vencedores das eleições regionais dos Açores, o acordo entre o PSD e o Chega pode acabar com os 24 anos de governação do PS, o que tem causado alguma agitação e trocas de acusações entre líderes partidários. Esta terça-feira, por exemplo, 52 personalidades do centro-direita assinaram um manifesto de uma carta aberta com o nome de “A clareza que defendemos” alertando para “uma inquietante deriva e uma insustentável amálgama na política europeia e americana”, que se posiciona entre “forças da direita autoritária e partidos conservadores, liberais, moderados e reformistas”.