Internacional

"Há apenas duas possibilidades: derrotar ou dissuadir" o Hamas, diz Netanyahu

Aquele que é considerado o surto de violência mais intenso entre Israel e Palestina dos últimos sete anos dura há mais de uma semana.


O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse, esta quarta-feira, que o país tem “apenas duas possibilidades” para resolver o conflito na Faixa de Gaza.

“Há apenas duas possibilidades de os enfrentar, ou derrotar – e é sempre uma possibilidade – ou dissuadi-los e neste momento estamos envolvidos numa dissuasão forte”, disse o político a embaixadores em Telavive.

"Devo dizer que não excluímos qualquer possibilidade", adiantou.

Netanyahu explicou que Israel pretende “diminuir [ao movimento islâmico Hamas] as suas capacidades, os seus meios terroristas e a sua determinação”.

"Esperamos poder restabelecer a calma e esperamos poder fazê-lo rapidamente. Quero dizer que fazemos isto tentando ao máximo evitar vítimas civis", disse.

Aquele que é considerado o surto de violência mais intenso entre Israel e Palestina dos últimos sete anos dura desde 10 de maio e, pelo menos, 219 palestinianos morreram na Faixa de Gaza.

Já em Israel, morreram 12 pessoas devido a disparos de ‘rockets’ a partir do território palestiniano.