Politica

Marcelo compreende preocupação do Governo com nomeação de Vítor Fernandes

Chefe de Estado não quis, no entanto, tomar posição sobre se o gestor bancário tem ou não condições para assumir cargo no Banco de Fomento.


O Presidente da República afirmou, esta terça-feira, compreender que "a preocupação do Governo" de se assegurar "de que não há problemas" com a nomeação de Vítor Fernandes para o Banco de Fomento.

No entanto, não quis tomar posição sobre se Vítor Fernandes tem ou não condições para exercer essas funções nem pronunciar-se quanto ao seu envolvimento na operação Cartão Vermelho.

"Não vou agora estar a comentar uma questão que está em justiça, portanto, só a justiça poderá dar resposta a essa matéria", disse Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações aos jornalistas, no Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa.

O chefe de Estado adiantou que foi informado da decisão de suspender a nomeação antes de o ministro de Estado e da Economia a anunciar publicamente. E acrescentou: "Não quero estar a comentar, mas percebo a preocupação de, num posto tão importante, querer ter a certeza, antes do início de funções, de que não há problemas que venham a afetar aquilo que é essencial para os portugueses".