Politica

Governo vai realizar reunião no Infarmed para decidir sobre nova fase de desconfinamento

Governo quer ouvir peritos para decidir as regras para a próxima fase de desconfinamento.


A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, revelou, esta quinta-feira, que o Governo pretende realizar uma nova reunião no Infarmed para discutir os próximos passos a dar no âmbito do combate à pandemia de covid-19.

Em conferência de imprensa, depois de uma reunião do Conselho de Ministros, a governante começou por fazer um ponto de situação da pandemia no país, nomeadamente sobre a aproximação à meta de 85% da população totalmente vacinada contra o novo coronavírus - altura em que avança também a terceira e última fase do desconfinamento.

Esta meta deverá ser atingida “no final do mês” e haverá assim uma reunião no Infarmed para “debater esse novo patamar”. A ministra ressalva, contudo, que se vão manter “medidas obrigatórias” e que são esperadas recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS) a partir de outubro.

Questionada sobre o possível fim das máscaras, Mariana Vieira da Silva destacou que, caso aconteça, será a DGS “a detalhar” as circunstâncias em que o equipamento de proteção individual continuará a ser usado. Mas alerta: “Não se pode assumir neste momento que existirá um fim de restrições”, advertiu Mariana Vieira da Silva, voltando a remeter o tema para a próxima reunião do Infarmed.

Já sobre as regras nas escolas, que têm gerado dúvidas entre a comunidade escolar, a ministra recordou que “o referencial é conhecido e cabe agora à Direção Geral da Saúde e ao Ministério da Educação dar resposta às dúvidas”.

Questionada sobre o futuro dos centros de vacinação ainda ativos, a governante voltou, mais uma vez, a remeter decisões para a futura reunião no Infarmed. “Essas são decisões que temos de tomar com o atingir dos 85%. É necessário que o debate técnico exista para que se tomem decisões”, defendeu.