Economia

NOS diz que clientes estavam informados sobre cobrança extra que foi denunciada pela DECO

O esclarecimento da NOS surge depois de a DECO ter denunciado à Anacom que tem sido cobrado aos consumidores nas lojas da NOS Comunicações um valor de 80 cêntimos extra pelo pagamento presencial de faturas. Segundo a operadora de telecomunicações, todos os clientes que não são utilizadores de internet "foram excluídos deste piloto". 


A NOS indicou, esta terça-feira, que realizou uma iniciativa piloto para promover a utilização dos meios de pagamentos digitais e todos os clientes que costumam pagar em loja estavam informados da cobrança extra por pagar fatura fisicamente e que esta não será definitiva. 

O esclarecimento da NOS surge depois de a DECO ter denunciado à Anacom que tem sido cobrado aos consumidores nas lojas da NOS Comunicações um valor de 80 cêntimos extra pelo pagamento presencial de faturas. Segundo a operadora de telecomunicações, todos os clientes que não são utilizadores de internet "foram excluídos deste piloto". 

A NOS "tem vindo a desenvolver várias iniciativas com o objetivo de promover a utilização de meios digitais, contribuindo para a transformação digital e sustentabilidade", adiantou uma fonte oficial da operadora, citada pela agência Lusa. 

"Nos últimos três meses, testou uma iniciativa piloto, prévia à sua eventual adoção definitiva, para aferir até que ponto a cobrança de um valor pelo pagamento assistido em loja poderia contribuir para promover a utilização de meios de pagamento digitais", explica a empresa, acrescentando que "esta medida tinha como destinatários os clientes que habitualmente pagam em loja, os quais foram previamente informados".

"A iniciativa piloto foi acompanhada de um conjunto de tutoriais para que os seus clientes pudessem aprender a pagar por meios alternativos, evitando qualquer custo ou deslocação à loja", sublinhou a NOS, que apresentou um resultado positivo, verificando "uma mudança de comportamento em aproximadamente 35% dos clientes".

Esta iniciativa piloto, segundo a NOS, foi realizada "com o objetivo de identificar ações capazes de induzir comportamentos rumo à transformação digital, e que só por si gerou resultados significativos, não é propósito da NOS tornar a cobrança definitiva", notou a empresa. 

Os comentários estão desactivados.