Politica

Lisboa "suja". Socialistas criticam Moedas

Carlos Moedas, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, foi ontem criticado na reunião pública da Câmara de Lisboa, pela sua gestão da higiene urbana na capital.


Carlos Moedas, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, foi ontem criticado na reunião pública da Câmara de Lisboa, pela sua gestão da higiene urbana na capital. “Há muito tempo que não víamos a cidade tão suja”, afirmou a vereadora do PS Inês Drummond, afirmando que, apesar das dificuldades sentidas no passado, o problema “é sério” e “uma questão pontual”, começando a “tornar-se mais estrutural”. 

Inimputável 

A vereadora socialista considerou que a postura do autarca do PSD é de “voltar à vitimização e a responsabilizar terceiros”,  ao considerar ser “inimputável” e “um ilusionista” na hora de assumir responsabilidades. Isto depois de Carlos Moedas ter considerado, sobre os problemas na higiene urbana de Lisboa, que é necessário o empenho coletivo da cidade, desde os sindicatos dos trabalhadores às juntas de freguesia da cidade. 

Soluções 

Em resposta às acusações, Carlos Moedas argumentou que o problema na recolha do lixo “existe há muito tempo” e assegurou estar “a fazer o máximo para resolver a situação”, referindo o pagamento de 18 milhões de euros às juntas de freguesia.

Os comentários estão desactivados.