Politica

Jerónimo: "Não é possível olhar para esta catástrofe iludindo as consequências de anos de integração na UE"

Líder do PCP falou ainda na pressão dos interesses económicos 

O secretário-geral do Partido Comunista Português, discursando hoje à margem da sessão evocativa pelas vítimas do incêndio em Pedrógão, afirmou que "não é possível olhar para esta catástrofe iludindo as consequências de anos de integração na União Europeia e às suas políticas comuns". 

Jerónimo de Sousa pediu, "a breve prazo, o cabal esclarecimento de todas as circunstâncias em que o incêndio se desenvolveu com as consequências que são conhecidas". Um esclarecimento que deve "apurar integralmente as causas" da tragédia. 

O secretário-geral do PCP falou também da "inação perante a pressão dos interesses económicos sobre a exploração florestal, que conduz à degradação das condições de vida das populações" e deixou uma palavra de apoio e um apelo à assistência de todas as vítimas da tragédia "humanitária e social". 

"Quando se apagarem os holofotes mediáticos, não permitamos que se volte a cair no esquecimento", pediu o líder do PCP ao Parlamento.