Politica

Morreu histórico comunista António Gervásio

Passou o 25 de Abril na prisão do Forte de Peniche, depois de ter sido condenado a 14 anos de cadeia em 1971.

O antigo dirigente comunista e histórico do partido António Gervásio morreu, esta sexta-feira, em Montemor-o-Novo, aos 92 anos.

António Gervásio pertenceu ao Comité Central (CC) do PCP entre 1963 e 2004. Foi preso três vezes, em 1947, 1960 e 1971 e participou na célebre fuga de Caxias no carro blindado de Salazar, em dezembro de 1961, com mais sete camaradas.

No 25 de Abril estava na prisão do Forte de Peniche, depois de ter sido condenado a 14 anos de cadeia em 1971, foi um dos presos políticos libertados na madrugada de 27 de abril.

O corpo de António Gervásio estará em câmara-ardente a partir das 9h00 de sábado, no Centro de Documentação e Arquivo da Reforma Agrária (Arquivo Municipal de Montemor-o-Novo) e o funeral realizar-se-á domingo, dia 12 de janeiro pelas 10h, de onde seguirá para o cemitério da Paz, em Setúbal, onde ocorrerá a cremação, pelas 12h.