Politica

PSD sublinha ausência de Medina e diz que ministro não pode continuar no Governo

Ministra Ana Catarina Mendes representa Governo no debate de urgência sobre situação política, que não conta com Costa nem Medina. Acompanhe em direto.


Está a decorrer no Parlamento o debate de urgência, requerido pelo PSD, para analisar a atual “situação política e a crise no Governo”.

A ministra Ana Catarina Mendes está em representação do Governo, pois o primeiro-ministro não pode marcar presença no debate, do qual também o ministro das Finanças está ausente.

Aliás, o PSD que, como partido requerente, abriu o debate começou a sua intervenção, pela voz do líder da bancada parlamentar Joaquim Miranda Sarmento, sublinhando a ausência de Fernando Medina, que "seria um bom substituto" de António Costa no hemiciclo, por ter “muitos esclarecimentos a dar”.

"O Ministério das Finanças foi incompetente, leviano e irresponsável", acusou Miranda Sarmento, defendendo que Medina não tem "condições políticas para continuar no cargo".

"O que os portugueses se questionam é como é que quem se comporta desta forma, quem atua desta maneira, pode estar à frente do Ministério mais importante da governação e ser responsável por gerir as Finanças de Portugal? Não pode e não podendo o senhor ministro das Finanças não tem condições políticas para continuar no cargo", afirmou o líder da bancada social-democrata.

Ao que a ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares respondeu que o Executivo tem humildade de reconhecer que houve um erro. "O Governo está coeso para responder aos reais problemas dos portugueses", acrescentou.

Acompanhe em direto o debate.

 

Os comentários estão desactivados.